Aggreko | Produtividade em alta, mesmo no calor
terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Produtividade em alta, mesmo no calor

* por Pablo Varela

Rio de Janeiro, Brasil: O verão é sinônimo de altas temperaturas, característica marcante do período em que shopping centers, hotéis e supermercados, mais movimentados devido às festas de fim de ano e férias, são diretamente afetados por esta condição climática. Em estabelecimentos comerciais, o microclima é levado em conta pelos consumidores na hora de escolher o melhor lugar para fazer compras ou descansar. Tal situação pode provocar uma queda expressiva nas vendas durante a alta temporada. Nesse contexto, a importância de soluções que permitam o funcionamento da climatização é vital para evitar a queda da receita desses empreendimentos e garantir o conforto e a segurança do público no verão. Estudos comprovam que os clientes ficam menos tempo em shoppings sem climatização adequada, provocando uma diminuição na quantidade de vendas e muitas vezes levando os consumidores a irem para estabelecimentos concorrentes.

O problema não se resume ao varejo. Em um verão rigoroso como o do Brasil, as altas temperaturas e o aumento da demanda sazonal podem interferir no processo produtivo de diversos segmentos da indústria. O clima quente exige mais do funcionamento dos equipamentos, que muitas vezes são forçados a utilizar toda a sua capacidade, prejudicando a eficiência, segurança e confiabilidade das operações. Em casos excepcionais, o colapso do maquinário pode provocar a perda total da produção de uma atividade industrial.  Nesse contexto, a falta de um apoio suplementar de resfriamento de processos pode levar a danos irreversíveis e grandes prejuízos. Sem um plano B, a indústria corre o risco de uma queda na produção e na receita, além de um desfalque operacional inesperado. Diante desse cenário, o uso de equipamentos complementares para resfriamento de processos é adotado por muitas empresas que querem manter a produtividade nesse período.

Alguns setores como os de papel e celulose, petroquímica, refinarias e siderurgia também são afetados pela variação de temperatura. Neles, há uma necessidade frequente de fazer paradas de manutenção em equipamentos de espaços confinados como caldeiras, fornos, moinhos e tanques, onde são executados os processos de produção. O resfriamento pode demorar, fazendo com que os trabalhadores aguardem horas para retornar às atividades. Com soluções temporárias de climatização, a produtividade nessas condições é mantida e pode até crescer, já tendo sido registrados ganhos de mais de 20% na produção de empresas que adotaram o sistema.

Outro importante setor econômico afetado pela variação climática é o de mineração, onde a temperatura de trabalho e as condições do ar de uma mina costumam ser um problema para a produtividade e segurança dos mineiros, sobretudo nos meses de verão. O esgotamento físico decorrente do calor em minas subterrâneas profundas ocorre frequentemente. Em locais como esses, a atividade do trabalhador é reduzida de 8 para6 horas por dia, pois há necessidade constante de pausas em função das condições de temperatura e umidade dos ambientes. Com a instalação de equipamentos de climatização e tratamento do ar nesses locais, os mineradores têm condições de trabalhar por mais tempo, aumentando a segurança do local e garantindo a produtividade da mineradora.

O controle de temperatura também é medida necessária em eventos de grande porte, como é o caso dos festivais de música, onde empresas como a Aggreko oferecem soluções temporárias de climatização. Com estruturas que englobam ambientes de dimensões e configurações variadas que recebem milhares de espectadores distribuídos de maneira desigual e com diferentes padrões de movimentação, há necessidades específicas de carga térmica, equipamentos e insuflação de ar frio em cada espaço. Por esse motivo, é importante trabalhar com fornecedores experientes que instalem  sistemas sob medida  para garantir o clima ideal em cada tenda ao longo do evento. Como exemplo disso, a Aggreko foi escolhida para fornecer soluções temporárias de climatização para grandes eventos como o Rock in Rio e Cirque du Soleil.

No Brasil, a utilização das estruturas e soluções de climatização e resfriamento de processos ainda é tímida. Nos Estados Unidos e em alguns países da Europa, estima-se que aproximadamente 80% do setor conhecem e utilizam esses serviços para evitar as consequências devastadoras nos períodos quentes e potencializar a produção em climas amenos. Nos Estados Unidos, por exemplo, a produtividade em estabelecimentos com climatizadores e resfriadores já teve um aumento de aproximadamente 30%.

Soluções temporárias são recomendadas para atender à sazonalidade e necessidade de cada setor, evitando investimentos em aquisição e manutenção e sem depreciar o maquinário. A Aggreko é líder mundial em soluções temporárias de controle de temperatura e resfriamento de processos e possui a maior frota de chillers, torres de resfriamento, aquecedores, desumidificadores, equipamentos de ar condicionado e controladores de ar, com estruturas que facilitam a logística e possibilitam atender aos clientes com agilidade.

Pablo Varela é Diretor Geral da Aggreko Brasil

Converse com nossos especialistas